domingo, 17 de janeiro de 2010

Vamos lá.

Um domingo tedioso e o resultado é esse. Não sei se vai prestar, ou se logo vou abandonar. Apenas tive um diário na adolescência onde escrevia os grandes dramas da época, como as paixonites platônicas. Não quero fazer disso um diário, prefiro desabafar para mim mesma. Mas é como dizem, na vida devemos escrever um livro, plantar uma árvore e ter um filho. Já escrevi um livro e plantei um feijãoziho no algodão. Enquanto ainda não vem o filho... faça um blog!

Vale lembrar que este blog foi também um incentivo do Jão, numa mesa de bar.